Extrema-Direita

Enio Gomes Fontenelle 7/10/2017

EXTREMA DIREITA
Talvez alguns dos meus amigos se lembrem do vídeo que publiquei sobre “A nova armadilha da Esquerda”, meses atrás.
Eu já alertava que, sabedora de que o povo se voltara quase inteiramente para a Direita, a Esquerda “empurraria” a Direita para a Extrema-Direita (neo-nazista, populista, ditador, homofóbico, xenófobo, enfim… “Tudófobo”).
A matéria da Veja desta semana não é primeira, mas a mais visível demonstração daquilo que eu já dissera. O Bolsonaro foi taxado de “extrema-direita”, um PERIGO para a Democracia!
Isso é o maior sintoma de que eu estava certo em outro vídeo, em que afirmei que a Direita está em ascensão e a Esquerda em queda.
Se a Esquerda estivesse “navegando em mares tranquilos”, bastava definir-se com tal, para ganhar qualquer eleição, como no passado, em que só eles disputavam, sem oponentes.
Mas não, ela não está mais navegando naquelas águas, agora sabe que precisa tirar a veste de lobo e vestir a de cordeiro.
É exatamente isso que a Esquerda (na verdade, a Nova Ordem Mundial, usando a Esquerda) está fazendo, e é também por isso que está tentando censurar a Internet, a única mídia capaz de desmascará-la no processo.
Ainda não conseguiram nos calar, pelo menos não totalmente.
Então, vale alguns alertas, a serem repetidos exaustivamente:
O Socialismo NÃO DEU CERTO em todos os lugares onde foi implantado, empilhando cadáveres aos milhões.
O Socialismo é GLOBALISTA, e defende tudo aquilo que nós detestamos: Ideologia de Gênero, Imigração Islâmica indiscriminada, todos os “ismos”, Estado GRANDE, liberdade PEQUENA .
Nós somos ANTIGLOBALISTAS, contra tudo isso que está aí.
Quem é Globalista é EXTREMISTA, porque visa a um Governo Mundial, retirando de nós a soberania e a liberdade.
Quem é Globalista é ANTI-CRISTÃO, em obediência à Carta da Terra da ONU.
Então, denominemo-los pelo que realmente são: EXTREMISTAS.
De todos os pré-candidatos à Presidência já conhecidos, APENAS UM é ANTIGLOBALISTA: Jair Bolsonaro.
É por isso que a campanha contra ele já começou.
Está sendo tecido um Macron para o Brasil.
Lá, na França, o Macron venceu por causa do inacreditável BAN (brancos, abstenções e nulos), resultado da desinformação sobre a Le Pen e o medo do Extremismo inexistente, mas grandemente propagandeado.
O “Macron” brasileiro só vencerá se a Direita for às urnas.
Se a Direita for às urnas, nós venceremos.
Pensem nisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Translate »